Google+

sexta-feira, 31 de maio de 2013

Para proteger Aécio e o PSDB, Gurgel mantém ação na gaveta há 2 anos

Comentar a postagem
Em 31 de maio de 2011, os deputados estaduais de Minas Gerais Rogério Correia (PT) e os colegas Luiz Sávio de Souza Cruz e Antônio Júlio, ambos do PMDB, foram a Brasília.
Entregaram pessoalmente ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel,  representação denunciando o senador Aécio Neves (PSDB) e a irmã dele, Andrea Neves, por ocultação de patrimônio e sonegação fiscal (detalhes AQUI).
Gurgel fez questão de ir com os parlamentares até o setor de protocolo da Procuradoria Geral da República (PGR). Aí, a representação recebeu o número 1.00.000.006651/2011-19.
Em 17 de fevereiro de 2013, o Viomundo publicou esta reportagem:“Se o Gurgel não abrir inquérito contra o Aécio estará prevaricando”.
Fazia 22 meses e 17 dias que a representação contra Aécio e a irmã  estava na gaveta do procurador-geral.
Esta semana esta repórter contatou novamente a assessoria de imprensa da PGR para saber se havia alguma novidade sobre a representação.
Resposta da assessoria da imprensa ao Viomundo: “O processo continua sob análise do PGR”.
Ou seja:
1. Hoje, 31 de maio de 2013, faz dois anos que a representação contra Aécio e Andréa Neves está na gaveta de Gurgel.
2. Faz lembrar a representação do ex-senador Demóstenes Torres, que dormiu lá por mais de  dois anos.
3. Fica cada vez mais evidente a parcialidade e o partidarismo do procurador-geral da República. Enquanto as ações contra integrantes do Partido dos Trabalhadores andam rápido, as contra os opositores do PT se arrastam, isso quando não são arquivadas quase de pronto.
“A representação que entregamos há dois anos ficou escondida na gaveta de Gurgel”, condena Correia. “O procurador está deixando o cargo em menos de dois meses sem abrir inquérito para averiguar as denúncias nem dar qualquer explicação à sociedade. Ao que tudo indica terá prevaricado para proteger Aécio e o PSDB.”
Fonte  VIOMUNDO

PSDB com Aécio na TV reserva lugar para mulher no tanque, lavando roupa

Comentar a postagem

Ninguém merece! A propaganda partidária do PSDB na TV não poderia ter começado pior.

Em pleno século XXI, quando o Brasil já tem sua primeira mulher presidenta, na propaganda partidária do PSDB na TV o papel que coube às mulheres foi lavar roupa na mão.

E "pra caprichar", o marqueteiro ainda escalou mulheres afro-descendentes e pobres, como se isso fosse aproximar a imagem dos tucanos e do senador Aécio Neves com o povo.

Pelo-amor-de-Deus! A grande maioria das mulheres, mesmo de baixa renda, hoje já conquistaram o direito de comprar sua máquina de lavar.

Acorda, Aécio Neves!

No tempo em que o PSDB governava, máquina de lavar era coisa de rico, e tanque era coisa de pobre.

Depois que Lula chegou à presidência, máquina de lavar também virou coisa de pobre.

Dos Amigos do Lula

quarta-feira, 29 de maio de 2013

Fan Page é censurada no Facebook após piada sobre Aécio Neves

Comentar a postagem

Fan Page dilma bolada é censurada no Facebook após piada sobre Aécio Neves

Paródia virtual da presidente Dilma Rousseff, o perfil "Dilma Bolada", famoso nas redes sociais, pode sair do ar. O motivo, segundo nota divulgada nesta quarta-feira (29), é uma suposta censura que o perfil sofreu no Facebook ao ter uma postagem apagada.
A frase fazia referência a um processo contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG). "Inventar mentira contra mim é mole, querido", dizia a piada, como se fosse escrita pela petista, conforme noticiou a coluna Mônica Bergamo.
Reprodução/Facebook/DilmaBolada
Após ter a frase apagada, Jeferson Monteiro, criador da paródia, afirmou à coluna ter "ficado frustrado". O perfil "Dilma Bolada" tem 336 mil seguidores no Facebook.
Monteiro afirma que a retirada da postagem o fez refletir e avaliar se mantém a página no ar. Ele também cita os ataques que sofre nas redes sociais por causa das brincadeiras feitas pela Dilma Bolada, na maioria das vezes em tom provocativo à oposição.
"Hoje vou tirar o dia para refletir e tomar a decisão se continuamos ou não juntos aqui [Facebook]. Por isso, vou analisar todos os pontos e hoje às 20h, eu farei uma nota oficial aqui na página para anunciar se eu, Dilma Bolada, fico ou se vou", diz a nota divulgada pelo perfil.
Procurada pela coluna, a assessoria de imprensa do Facebook, disse que se reserva o direito de excluir postagens que descumpririam suas regras, diz que não comenta casos específicos.
Segundo a nota, o autor de Dilma Bolada postou a frase sobre Aécio após assistir, no última sábado (25), às inserções do PSDB e receber pelo Twitter link de um reportagem sobre o tucano.
"Achei curioso e resolvi fazer um post [...] por volta das 10 da noite no sábado, euzinha mantive a linha de sempre, falei que não levava desaforo para casa e chamei Never [referindo-se a Aécio] de piadista. [...] As reações contrárias também foram muitas. [...] Para a surpresa de todos, cerca de 3 horas depois, o post foi APAGADO!", diz a nota.
Para o autor do perfil, "não houve nenhum descumprimento à política de privacidade" do Facebook na postagem.
Veja a íntegra da nota:
NOTA DE ESCLARECIMENTO:
Queridos internautas e queridas internautas, venho por meio deste esclarecer um episódio que ocorreu no último sábado à noite.
Infelizmente é um assunto desagradável que de antemão peço desculpas a todos por ter que abordá-lo. Pois então, no último sábado à noite, enquanto assistia à novela, vi algumas inserções comerciais de Aécio no intervalo comercial. No twitter, recebi o link de um seguidor de uma matéria da Revista Fórum que dizia que o cidadão é RÉU de um processo por improbidade administrativa. Achei curioso e resolvi fazer um post aqui no Facebook, mas antes, como de costume, fui checar se a citada notícia havia sido veiculada em algum lugar, e encontrei no portal Fala MG e no Bahia Notícias.
Pois bem, então fiz o post por volta das 10 da noite no sábado, euzinha mantive a linha de sempre, falei que não levava desaforo pra casa e chamei Never de piadista. A reação foi imediata: o post teve mais de 1300 likes em 10 minutos e 600 compartilhamentos(números surpreendentes para um sábado à noite), as reações contrárias também foram muitas, estas inclusive me fizeram, naquele momento, não retomar ao assunto pois sempre levo em consideração a percepção de vocês. Mas para a supresa de todos, cerca de 3 horas depois, o post foi APAGADO!
Fiquei chatiadíssima com essa situação e sem entender o que havia ocorrido. No twitter, na segunda, meus seguidores pediram que eu refizesse o post e decide por refazer. Ainda na segunda, a coluna da Mônica Bergamo da Folha me procurou para saber o que havia ocorrido. Eles entraram em contato com o Facebook Brasil que disse que não comentaria o caso, o que me causa ainda mais indignação. O Facebook é uma rede social livre e tem suas próprias regras e diretrizes, por isso tomo todos os cuidados necessários para obedecê-los, e ao meu ver não houve nenhum descumprimento à sua política de privacidade. Pelo contrário, eu acho que meu post era um belíssimo caso de liberdade de expressão em nosso país que já teve tempos muito difíceis onde as pessoas eram oprimidas.
Em tempo, ultimamente tem sido complicado estar aqui com vocês, não digo nem por mim afinal competência, simpatia, conexão e beleza sempre me acompanham, mas falo pelo jovem fake golpista Jeferson Monteiro, apesar dos pesares me preocupo com cada um de vocês e com ele não tem seria diferente, tenho observado há muito que ele vem sofrendo constantes ataques de pessoas opositoras e contrárias ao meu Governo, membros do PSDB e da "Juventude" do Partido estão numa intensa e incessante perseguição a ele, todos os dias ofendendo, usando duras palavras, fazendo acusações infundadas e ameaçado de processos quando se pensa em responder à altura. É muito complicado que tenhamos pessoas com pensamentos tão limitados e conspiratórios que só pensem que as pessoas fazem as coisas por dinheiro. Dirijo-me ao Presidente deles e peço que aconselhe seus filhotes e que eles tenham um pouco mais de bom senso e educação.
Exposto tudo isso, gostaria de reafirmar: esta rede é minha, apenas minha sem vínculo com ninguém mais. É extremamente desagradável que eu tenha que parar no meio do meu expediente para escrever isso para vocês.
Também peço desculpas a todos aqueles que, independente do partido, tenham que se deparar com essas declarações. O meu compromisso é com vocês, dilmetes, independente se você é do time dos vermelhos, dos tucanos, do dudu ou dos sustentáveis. Sou a Presidenta de todos!
Diante de tudo o que foi dito, hoje vou tirar o dia para refletir e tomar a decisão se continuamos ou não juntos aqui. Por isso, vou analisar todos os pontos e hoje às 20h, eu farei uma nota oficial aqui na página para anunciar se eu, Dilma Bolada, fico ou se vou.
Enfim, tenham certeza que tomarei a melhor decisão para todos nós e peço que entendam e me apóiem independente de qual seja.
Por fim, faço um apelo ao Facebook, ao Alexandre Hohagen, que conhece nossa página, e a imprensa para que todos saibamos o que ocorreu. Vivemos num país livre e nossa maior rede social não pode nos privar o direito ao acesso à informação e a liberdade de expressão e opinião. Informo ainda que hoje, excepcionalmente, não atenderei demandas da imprensa. Espero que compreendam.
Em tempo, agradeço a Folha e a coluna pela ajuda no caso.
"Prefiro o barulho da imprensa livre ao silêncio das ditaduras."
Brasil, país rico é país onde é assegurado o direito de manifestar livremente opiniões, ideias e pensamentos.

Fonte  Folha de São Paulo

Atualização
Fan Page Dilma Bolada está de volta e facebook pede desculpas pela censura
http://oglobo.globo.com/pais/facebook-admite-que-apagou-post-de-dilma-bolada-sobre-aecio-neves-8539996

CURTA A FAN PAGE E COMPARTILHE ELA
https://www.facebook.com/DilmaBolada?directed_target_id=0

A Matéria que fez a Fan Page ser censurada
http://aecionevesnao.blogspot.com/2013/05/tjmg-confirma-aecio-neves-e-reu-e-sera.html

Veja tambem como a fan page desse Blog foi censurada por Aecio e sua Turma
http://aecionevesnao.blogspot.com.br/2010/12/aecio-neves-e-sua-turma-querem-nos.html

vejam o que Aecio Neves e Marina Silva Pensam sobre a liberdade de expressão na internet
http://noticias.r7.com/brasil/presidenciaveis-aecio-neves-e-marina-silva-criticam-artilharia-na-internet-27052013

Aécio Neves quer impor Censura ao Novo Jornal
http://www.novojornal.com/politica/noticia/aecio-neves-quer-impor-censura-judicial-contra-novojornal-15-04-2013.html

Como Aécio Neves Censura a Imprensa Mineira
www.youtube.com/watch?v=tpRdKZMRIIE

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Ciro Gomes: Aécio é uma pessoa sem ideias, sem propostas."

Comentar a postagem
O ex-ministro e ex-deputado Ciro Gomes (PSB-CE) disse que o senador Aécio Neves (PSDB) está fadado ao fracasso se copiar o programado ex-presidente Fernando Henrique Cardoso quando disputar a eleição de 2014.

Em entrevista a alunos de uma faculdade de jornalismo, anteontem, ele também afirmou que o governador Eduardo Campos (PSB-PE) foi mordido pela "mosca azul", mas que o pernambucano tem "mais coisa na cabeça" que Aécio. Para Ciro, a pré-candidatura de Marina Silva "é vazia".

"O pessoal do PSDB vai privatizar o Banco do Brasil? Vai privatizar a Petrobrás? Pois essa é a memória que o povo brasileiro tem do Fernando Henrique. Então a falta de ideias, e com estes elementos simbólicos e reacionários, Aécio Neves não vai para canto nenhum", disse.

Ciro disse que o problema tucano não será resolvido com a ausência de FHC da campanha de Aécio, conforme anunciou o ex-presidente. "FHC é o cara mais arejado que vejo no PSDB. Pelo menos, a última opinião que vi arejada sobre maconha, sobre droga, foi dele, com 81 anos. O problema do PSDB são as convicções erradas. Aécio é uma pessoa sem ideias, sem propostas."

Para Ciro, Campos é mais aplicado politicamente do que Aécio. "Eduardo tem mais coisa na cabeça do que Aécio. Tem mais estrada, mas ideia dele para o Brasil não conheço." Ele voltou a defender a saída do PSB do governo, caso Campos dispute 2014. Disse que a sigla deve deixar a Esplanada "ontem". "Estamos agarrados lá dentro. Acomodados, comendo migalhas do banquete de fisiologia do PMDB com o PT", afirmou.

"Nosso representante no governo, o ministro dos Portos, Leônidas Cristino, só não saiu para não deixar Eduardo no constrangimento", disse. "Nessa tese de entregar cargos, sou solitário. Tem oportunismos: "2014 vamos discutir em 2014". Enganar quem, cara pálida?"
 

quarta-feira, 22 de maio de 2013

FHC feliz com o resgate de seu espólio por Aécio Neves

Comentar a postagem
FHC feliz com o resgate de seu espólio por Aécio Neves
O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso apareceu feliz da vida ontem num seminário promovido pela agência Thomson Reuters em São Paulo, no qual fez uma palestra sob o tema "caminhos para o crescimento do Brasil". Ele comemorava o fato de o legado de seus dois governos tucanos ter sido resgatado e exaltado - inclusive a defesa das privatizações - pelo candidato que ele lançou ao Planalto há uns quatro meses, o senador Aécio Neves (PSDB-MG).
Anima o ex-presidente principalmente a promessa de Aécio, feita na convenção em que se elegeu presidente nacional tucano no sábado, em Brasília, de que defenderá esse legado (na campanha eleitoral) em 2014.
"Ele (Aécio) acha primeiro que é preciso voltar a ter coragem de fazer o que tem que ser feito, inclusive na área de privatizações. (Acha) que a centralização em Brasília está prejudicando o país e que tem que ser um governo que esteja alinhado diretamente às experiências das pessoas. Ele quis mostrar que chegou a hora de reatar com o que o PSDB fez no passado."
E ainda querem que o ex-predsidente Lula se aposente!
FHC afirmou que ajudará a articular a candidatura Aécio, mas não irá para a linha de frente. "Não vou aparecer na campanha. Campanha quem faz é o candidato." Repetiu que a eleição de 2014 não será uma disputa dele contra o ex-presidente Lula e ironizou o antecessor.
"O Lula tem essa mania (de comparar governos do PT e do PSDB) porque ele perdeu duas vezes para mim. Ele não perdoa isso. Já foi, eu já estou na história. Chega", afirmou FHC. Nem precisava avisar, todo mundo sabe que essa comparação é o maior medo tucano nas disputas eleitorais.
Vamos com calma. FHC sabe que não está na histpória, está é na presidência de fato, e já há algum tempo, de seu partido, o PSDB. Foi ele quem comandou até agora toda a articulação para tentar recompor o partido e fazer Aécio Neves candidato. Foi ele quem deu o tom do discurso do tucanato e resgatou o ideário liberal tucano e seus formuladores da Casa das Garças (ninho de economistas neoliberais tucanos no Rio).
É ele que está dando entrevistas, fazendo palestras e que estimula o governador de Pernambuco, Eduardo Campos, a ser candidato a presidente... Lógico, se a presidenta Dilma Rousseff e o Brasil na reeleição no ano que vem estiverem mal nas pesquisas e o país, na economia... Assim, algo inacreditável acontece, e pilotado por FHC: eles (tucanos e oposição em geral) apostam na crise e não em suas próprias propostas e soluções para o país. E ainda querem que o ex-presidente Lula se aposente! Vã ilusão!

terça-feira, 21 de maio de 2013

Minas Gerais dos tucanos Aécio/Anastasia

Comentar a postagem
O PMDB mostra em suas propagandas em que lado quer estar na próxima eleição. Aponta os dados da Minas Real, a verdade sobre Minas que não saem na Propagandas de Aecio Neves e Anastasia


Do Blog Constexto Livre

sábado, 18 de maio de 2013

TJMG confirma: Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de R$4,3 bi da saúde

Comentar a postagem
TJ MG confirma: Aécio Neves é réu e será julgado por desvio de R$4,3 bi da saúde
Por três votos a zero, o Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) decidiu que o senador Aécio Neves continua réu em ação civil por improbidade administrativa movida contra ele pelo Ministério Público Estadual (MPE).
Aécio é investigado pelo desvio de R$ 4,3 bilhões da área da saúde em Minas e pelo não cumprimento do piso constitucional do financiamento do sistema público de saúde no período de 2003 a 2008, período em que ele foi governador do estado. O julgamento deverá acontecer ainda esse ano. Se culpado, o senador ficará inelegível.
Desde 2003, a bancada estadual do PT denuncia essa fraude e a falta de compromisso do governo de Minas com a saúde no estado. Conseqüência disso é o caos instaurado no sistema público de saúde, situação essa que tem se agravado com a atual e grave epidemia de dengue.
Recurso
Os desembargadores Bitencourt Marcondes, Alyrio Ramos e Edgard Penna Amorim negaram o provimento ao recurso solicitado por Aécio Neves para a extinção da ação por entenderem ser legítima a ação de improbidade diante da não aplicação do mínimo constitucional de 12% da receita do Estado na área da Saúde. Segundo eles, a atitude do ex-governador atenta aos princípios da administração pública já que “a conduta esperada do agente público é oposta, no sentido de cumprir norma constitucional que visa à melhoria dos serviços de saúde universais e gratuitos, como forma de inclusão social, erradicação e prevenção de doenças”.
A alegação do réu (Aécio) é a de não ter havido qualquer transferência de recursos do estado à COPASA para investimentos em saneamento básico, já que esse teria sido originado de recursos próprios. Os fatos apurados demonstram, no entanto, a utilização de valores provenientes de tarifas da COPASA para serem contabilizados como investimento em saúde pública, em uma clara manobra para garantir o mínimo constitucional de 12%. A pergunta é: qual foi a destinação dada aos R$4,3 bilhões então?
No Rogério Correia

Aécio provoca crise diplomática dos tucanos com país africano, por declaração preconceituosa e falsa

Comentar a postagem
Aecio Neves Gabao 39 minisrio Aecio neves compara o Brasil a Gabão
O senador Aécio Neves (PSDB-MG) demonstrou todo seu despreparo e preconceito, ao fazer declarações pejorativas ao Gabão, nação africana amiga do Brasil.

Para piorar, não havia qualquer motivo para colocar o nome do país no meio. E ainda por cima, a informação que ele cita é falsa. E é coisa de colonizado, pois o tucano mostrou que se orienta por um suposto "estudo" estadunidense.

Quando a presidenta Dilma criou o ministério da micro-empresa, o tucano (que, pelo jeito também não deve gostar das pequenas e micro-empresas), disse:

— Teremos a posse de mais um ministro de Estado, algo inimaginável (...) Recentemente, um estudo da Universidade de Cornell, nos Estados Unidos, em mais de 170 países, mostrou que os países mais bem administrados são aqueles que têm entre 19 e 22 ministérios e o governo brasileiro, a partir de amanhã (quinta-feira), concorrerá com o Gabão, o único país do mundo que tem também cerca de 40 ministérios — disse Aécio.

A declaração provocou reação da embaixada do Gabão, que emitiu a nota:

Em reportagem publicada em 9/5, o Senador Aécio Neves (PSDB-MG) tomou a liberdade de fazer uma falsa declaração sobre a composição do governo da República do Gabão que, assim como a do Brasil, ele considera pletórica. De fato, o Senador sustenta, e cito: "O Senador tucano afirma que só o país africano (o Gabão) tem cerca de 40 ministros..." Reitero que o governo do Gabão é composto por 28 membros, além do primeiro-ministro, chefe do governo, totalizando 29. A declaração do Senador é infundada e a alusão é totalmente incompreensível, pois o Gabão e o Brasil, embora sejam países amigos, cada um tem a sua especificidade política. Da mesma forma, o governo do Gabão manifesta o seu firme apoio político ao governo brasileiro e, ao mesmo tempo, elogia a sabedoria de sua presidente, Sua Excelência a senhora Dilma Rousseff.

JÉRÔME ANGOUO

EMBAIXADOR EXTRAORDINÁRIO E PLENIPOTENCIÁRIO DO GABÃO NA REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL

Dos Contexto Livre

quarta-feira, 8 de maio de 2013

Deputado denuncia conluio entre Ministério Público e o senador Aécio Neves

Comentar a postagem
Aecio_Sorrindo

Inquérito era para investigar verbas do governo destinadas à Rádio Arco Íris, da família Neves. Foto de Wilson Dias/ABr.
Amaury Ribeiro Jr., via Hoje em Dia
O ex-procurador-geral de Justiça Alceu Torres Marques é acusado de engavetar uma investigação contra a presidente do Serviço Voluntário de Assistência Social (Servas), Andrea Neves, irmã do ex-governador e atual senador Aécio Neves, aberta pelo promotor de Crimes Contra o Patrimônio, João Medeiros.
Favorecimento
O inquérito era para investigar a farra de verbas publicitárias do governo destinadas à Rádio Arco-Íris (São João del Rei), de propriedade da família Neves. Segundo o deputado Rogério Correia (PT), a rádio passou a monopolizar as verbas de publicidade após 2003, quando Aécio virou governador.
“Vivemos uma ditadura no Estado. Está todo mundo proibido de investigar as rádios ligadas à família Neves. O procurador-geral sepultou sem explicar a investigação, a Assembleia não responde a nenhum requerimento que envolva as rádios da família Neves”, disse o deputado.
Apuração
A investigação foi motivada por uma Land Rover registrada em nome da emissora que o senador dirigia quando foi parado numa blitz da Lei Seca em 2012. Na ocasião, Aécio se recusou a fazer o teste do bafômetro. De acordo com a Anatel, Andrea é sócia majoritária da emissora. Até 2012, Inês Maria Neves, mãe de Aécio, constava como sócia minoritária. “Temos informações da Anatel de que Inês já passou sua cota para o filho Aécio”, diz Rogério Correia.
Manobra
O procurador avocou o processo meses antes de deixar o cargo. Medeiros recorreu da decisão no Conselho Nacional do Ministério Público – onde está o aliado da família Neves, Jarbas Soares Júnior – que indeferiu o pedido do promotor.
Sucessão
Antes de deixar o cargo, Alceu não mediu esforços para emplacar o procurador André Mariani Bittencourt como seu sucessor. Nos corredores do MP Estadual, promotores e procuradores acusam Alceu de ter usado a estrutura do órgão e do CNMP para forçar subordinados a votarem em Mariani.
Força
A empreitada de Alceu teria ainda a participação direta do conselheiro do CNMP, Jarbas Soares Júnior. Para os procuradores, Alceu não mostrou, no entanto, o mesmo empenho para dar sequência a denúncias relevantes contra personagens renomados de Minas.
Recorrente
Ao chegarem na mesa do procurador-geral para apreciação, a maioria desses processos acabou engavetada. No caso da investigação da Rádio Arco-íris, por exemplo, Alceu argumentou que a denúncia deveria estar sob a guarda do procurador-geral. Não precisa nem dizer que a investigação acabou arquivada pelo ínclito procurador “por ausência de justa causa”.
Revolta
O ato impediu que o caso fosse investigado pela promotoria e causou indignação no promotor João Medeiros, que já havia iniciado suas apurações. Para o promotor, a PGJ fez uma ginástica argumentativa absurda para justificar esse ato de força.
É sempre bom conferir!
do Blog Limpinho e Cheiroso